segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Sabores do Rio II

Na coluna Gente Boa de hoje, O Globo dá continuação à lista de sabores perdidos no tempo: são mingaus, caldas de hot fudge, fondues, coalhadas, sanduíches, lamegos e tantos outros - até sopa de tartaruga! - que ficaram na memória dos cariocas.

No meio dessa gente saudosa de sabores, tem uma foto minha (na porta do Bob´s) tirada pelo fotógrafo-mais-que-gente-boa Berg Silva:


E a minha memória de sabores:
1. torrada Petrópolis da Cavé (e também o refresco de groselha da Cavé, o sorvete Dina Tereza, com chantilly azedinho e fios de ovos...)
2. papo-de-anjo embebido em calda caramelada e recheado com chantilly do Palheta da Saens Peña
3. mate do Palheta
4. sundae de marshmallow do Bob´s (o sorvete era de chocolate, a calda era de marshmallow morno)
5. bolinho de aipim da Maria Thereza Weiss (a consistência da massa era inigualável)
6. refresco de coco do Bar Simpatia, na Rio Branco (quem tomou sabe do que estou falando... quem não tomou, não sabe o que perdeu - aliás, acho que esse foi o sabor mais lembrado)
7. doce de batata-doce em forma de coração (das padarias e botequins)
8. Labskaus do alemão Ficha, na Teófilo Otoni
9. bolinho de bacalhau do Rei do Bacalhau do Encantado, que eles serviam com vinho Spaggiari (a composição desse vinho devia ser 90% de açúcar e 10% de uva...)
10. guaraná Convenção com a pizza de sardinha da minha mãe (que nunca foi muito de cozinhar, mas mandava bem na pizza de sardinha)

Um comentário:

Elba disse...

Ui ui ui.
Que amiga famosa que eu tenho!!!
Como você está, minha querida?
O Théo andou dodói (problemas urinários...), mas já está melhorando.
Quendo ele fica implicando com a minha ajudante é sinal de que está ótimo! Ela não pode colocar a mão em nada que é meu, acredita?
Beijos!