sábado, 16 de maio de 2009

Como preparar os alimentos

Assados - os alimentos são envoltos com ar seco e quente num ambiente fechado. A superfície dos alimentos desidrata e eles adquirem uma cor dourada intensa. Como não se usa água nem gordura, os nutrientes e o sabor são preservados



Cozidos na água - as vitaminas solúveis em água (B e C) se perdem; por isso, devemos usar o mínimo possível de água, e adicionar o alimento só quando a água já estiver fervendo. Esta água pode ser reaproveitada, pois é rica em nutrientes.

Cozidos no vapor - apesar de demorado, é bastante saudável: a cor, o aroma e a textura são preservados. Quem não tem panela própria pode improvisar com uma panela (com água) e uma cesta (peneira ou escorredor de macarrão de alumínio ou inox) bem encaixada dentro da panela, com os alimentos dentro - precisa ter furinhos para permitir a passagem e circulação do vapor. A tampa deve vedar bem para evitar que o vapor saia.

No papillote - de folha de bananeira, papel manteiga ou papel alumínio, junto com uma guarnição aromática. É um tipo de cozimento no vapor: os alimentos adquirem o sabor aromático sem perder a umidade e os nutrientes. É importante pôr em cada papillote uma quantidade de líquido suficiente para formar vapor e vedar bem o papillote, senão o alimento resseca.


Na pressão - a pressão dentro da panela aumenta muito a temperatura e diminui o tempo de cozimento. Devido à quantidade de água, também ocorre perda de nutrientes.


No microondas - prático e preserva os nutrientes, pois o tempo de cozimento é bem curto. A desvantagem é que os alimentos não ficam crocantes e dourados.


Grelhados - crocantes e saudáveis. A grelha deve estar bem quente para que as proteínas formem rapidamente uma camada protetora (crosta) que retém os sucos e nutrientes no interior do alimento


Fritos - os alimentos são mergulhados em gordura (prefira as que suportam altas temperaturas, como óleo de girassol, de milho ou de amendoim). É a forma de preparo menos saudável. Use papel-toalha para absorver parte da gordura do alimento frito.



Refogados - usa-se pouca gordura e a temperatura é mais baixa que a da fritura. O alimento adquire cor e seus nutrientes são preservados.


Crus - ótimos para o funcionamento do intestino, para a pele e a saúde. Devemos ter cuidado para evitar contaminação por bactérias, quando não se conhece a procedência dos produtos. A manipulação, conservação e higienização dos alimentos deve ser feita de forma adequada (prefira os alimentos cultivados sem agrotóxicos).

(fotos: www.dreamstime.com)

Um comentário:

Vicente disse...

Gostaria que comentassem também dos alimentos assados nas churrasqueiras e também os desidratados. Obrigado