sexta-feira, 2 de maio de 2008

Nem só de caviar vive a Gastronomia Molecular

Enrique Rentería, físico e historiador, fundou a Sociedade Brasileira de Gastronomia Molecular. Na primeira reunião, quarta-feira última, no espaço Alquimia Culinária, o nome mais lembrado foi o de Hervé This, autor de "Um Cientista na Cozinha". Rentería mostrou como é muito mais fácil evitar os erros (ou corrigi-los) quando se sabe o que está fazendo, o porquê das coisas. Ele ensinou a fazer maionese com uma única gota de gema, ou só com claras, ou ainda com detergente (esta só para demonstração do poder emulsificante do detergente, não para ser comida!) De quebra, alguns chefs presentes ensinaram como evitar a salmonela tornando o pH mais ácido através da adição de vinagre, mostarda ou limão à maionese. E teve observação no microscópio... tudo muito interessante. Mês que vem tem mais.

3 comentários:

denise disse...

Tudo sobre cozinha molecular eu aprendi contigo ... aqui no blog .... Rssssss
Adoooorrro!

Vitor Hugo disse...

Ah, essas coisas eu só fico sabendo depois que acontece! Se bem que nem daria pra eu ir mesmo, hhahahah.

Será que a sociedade vinga?

Nádia Lamas disse...

Denise, que bom que você aprendeu alguma coisa...

Vitor, estão marcadas reuniões para os próximos dois meses. Caso você tenha em mente alguma viagem para o Rio, seria bom vir em junho, quando parece que vai haver um jantar com o uso de técnicas da cozinha molecular. Quanto à sociedade, talvez vingue, sim: no dia da palestra tava chovendo a cântaros, e mesmo assim a sala tava lotada!